Blog Newsletter Scrappiness 4 You Digital Scrapbook Blog Design About Me Facebook Twitter Pinterest Contact

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Scrapbook Digital - O que é? Como se faz??

Oi pessoal!! Quem me acompanha sabe que minha paixão pelas cores começou muito cedo, se desenvolveu ao longo da minha vida e nos últimos dois anos tem se traduzido em trabalhos manuais e digitais. A paixão pelo scrapbook foi fulminante e no início do ano passado entrei de cabeça na modalidade digital. Mas muita gente que vê meus kits no Facebook me pergunta "Pra que serve? É lindo, mas como se usa?" Então eu decidi montar um passo-a-passo e explicar tintim-por-tintim o que é e como faz para usar. Com certeza você também vai se apaixonar!!

O que é? O que vem "dentro"?

Um kit digital tem essa carinha aqui:



Na verdade, um kit se trata tão somente de uma pasta de arquivos digitais (dessas amarelinhas que você tem no seu computador). Dentro você encontra essa foto aí de cima (que se chama preview), todos os desenhos que você vê no preview (e às vezes mais alguns que não foram colocados) e os termos de uso da designer que criou o kit.

* A pasta de arquivos digitais: quando você faz o download do arquivo da loja onde você comprou o kit, esse arquivo vem no formato ZIP. Isso significa que a pasta está compactada, ou seja, uma pasta com muitos arquivos dentro está no formato de um único arquivo.
  • Para abrir a pasta você precisa descompactar o arquivo. Para fazer isso, basta clicar com o botão direito em cima dele e escolher "unzip file" ou "descompactar arquivo".
  • São várias opções e dentre elas você pode escolher abrir a pasta no mesmo local onde está o seu arquivo zip ou abri-la em outro local - nesse caso, você vai escolhendo o local dentro do seu computador. Por exemplo D:\Meus Documentos\Kits Digitais: a pasta do kit vai abrir dentro da pasta "Kits Digitais", que está dentro da pasta "Meus Documentos", que está no drive D.
  • Os arquivos dos kits digitais são feitos com 300dpi de resolução para garantir uma boa impressão (as fotos que você coloca em páginas online normalmente ficam com 72dpi, para que a página possa carregar normalmente - por isso ficam pequenininhas ou distorcem quando você aumenta e imprime)
* Os desenhos que você vê no preview: são arquivos independentes que estão dentro da pasta amarela que você abriu.
  • As figuras, lacinhos, botões, etc, estão em formato PNG, o que significa que nesse arquivo o fundo é transparente e que você pode colocar essa imagem em cima de outras imagens - ela está "recortada" (nem todo arquivo PNG tem fundo transparente, mas nos kits de scrapbook digital eles têm!!)
  • No fundo do preview você pode ver um pedacinho dos papéis (sim, papéis digitais!). São arquivos em formato JPG no tamanho de uma folha de scrapbook padrão, 30,5x30,5cm (mais precisamente, 3600x3600 pixels). Isso significa que se você imprimir no tamanho original, você terá um lindo papel para trabalhar em seus projetos de scrapbook! Mas falaremos disso daqui a pouco.


* Os termos de uso da designer que criou o kit (TOU): esse com certeza é o conteúdo mais importante! ANTES de comprar um kit, você deve ler atentamente se aquele kit pode ser usado para a finalidade que você quer, pois é a designer que define a extensão da licença de utilização das imagens. E em um mundo digitalizado onde quase tudo se copia, é legal ficar atento ao que diz a Lei em relação ao uso indevido de imagens e à citação dos créditos de autoria. Mas o que isso tem a ver com aquelas letrinhas que aparecem nos previews dos kits digitais?? Isso é para facilitar a identificação da licença de uso concedida para aquele kit específico. Ainda assim, tem que entrar nos termos de uso (TOU) da designer para verificar a extensão dessa licença.
  • PU - Personal Use - Uso Pessoal: você pode usar as imagens para criar coisas para você, ficando vedada a venda ou obtenção de lucro a partir das imagens.
  • S4H/S4O - Scrap for Hire/Scrap for Others - é quando você pode usar as imagens para criar outros arquivos digitais (como convites de aniversário e decoração de festas) ou imprimir para fazer objetos que serão vendidos (como cartões ou caixinhas), sempre em pequena escala e quando se trata de pequenos negócios familiares. Blogs e páginas web nem sempre estão incluídos.
  • Em nenhuma hipótese você deve vender, trocar ou dar as imagens dos kits.


E pra que serve um kit digital? O que eu faço com essas imagens?

* Se você é scrapper e gosta de fazer páginas, é só escolher um papel digital para o fundo, cortar alguns pedaços dos outros papéis e arrumar tudo junto da mesma forma que você faz normalmente com uma página "física". O bom é que tanto os papéis quanto os elementos seguem uma paleta de cores e ficam lindos juntos! Você vai precisar de um programa de edição de imagens para fazer essa sobreposição, como o Photoshop ou o Corel, ainda que já ouvi dizer que algumas pessoas fazem suas páginas no Power Point! Depois é só imprimir em uma gráfica (a não ser que você tenha uma impressora A3 em casa!), de preferência em papel couche 180g, a mesma gramatura que os papéis de scrapbook tradicional.



* No caso de permissões S4H/S4O, muitas vezes isso te dá permissão para criar outras artes digitais, como convites por exemplo, e vender em sua loja pessoal (normalmente as que são hospedadas nas plataformas Tanlup, Elo 7 e Iluria, voltadas para pequenos negócios familiares). Para decoração de blogs e páginas web, na maioria das vezes é necessário obter autorização por escrito da designer. Por isso é tão importante ler os termos de uso (TOU) - muitas vezes você já encontra a permissão para o que precisa ali e nem precisa pedir permissões adicionais!!



* Se você faz artesanato em geral, costuma usar papéis de scrapbook tradicional e está sempre buscando uma imagem diferente para dar um "toque" nas suas criações, pode usar as imagens dos kits digitais para isso!! Esse é o famoso scrap híbrido: usar imagens digitais impressas em projetos tradicionais de artesanato (ou páginas de scrapbook, por que não??).
  • Para isso, você só precisa copiar o arquivo do elemento ou papel digital que você quer imprimir (marcar o arquivo na pasta do computador e fazer ctrl+C), abrir um documento do Word e colar (ctrl+V).
  • Já no Word, ao clicar na imagem, ela vai ficar marcada. Clica nela com o botão direito e escolhe a aba "tamanho". Ali você define o tamanho em que precisa usar a imagem. Basta modificar um dos lados - o outro atualiza automaticamente para não distorcer a imagem. E voilá!


Ética e responsabilidade - Um recadinho pessoal da que vos fala

Hoje em dia é muito fácil copiar trabalhos alheios achando que ninguém vai perceber. Mas tem SEMPRE alguém que conhece a verdadeira origem e você acaba sendo exposto e perdendo a credibilidade, como aconteceu recentemente com uma ilustradora da Folha de São Paulo. Depois de ler a reportagem, pense bem: vale a pena jogar seu nome na lama por tão pouco??

Eu já tive o texto da minha página "Blog Decor" copiado por outra menina que faz exatamente a mesma coisa que eu - que faço exatamente a mesma coisa que outras pessoas, mas que no entanto me dei ao trabalho de ler as condições de cada uma delas, vi o que elas ofereciam, pensei no que eu podia oferecer e então escrevi meu próprio texto (porque eu sei de onde tirei cada idéia dali e adaptei para o meu caso, ela não...). No início fiquei com raiva, depois me senti lisonjeada e por fim tive pena. Coitada, trabalha com a criatividade e não é capaz de escrever seu próprio texto!! Por isso agora me dou ao trabalho de registrar tudo o que escrevo. Afinal, existem leis que nos protegem, mas nem todo mundo sabe como usá-las. E se você trabalha ou vai começar a trabalhar nessa área, não deixe de ler a Lei nº 9.610/98, principalmente os artigos 105 e 108. 

Não é errado se inspirar, olhar uma coisa bonita e querer fazer igual, porque no fundo você vai colocar sua alma e seu coração no trabalho, e por mais que ele tenha sido inspirado pelo trabalho de outra pessoa, o resultado final é só seu!! Dar créditos de maneira alguma é desprezar seus próprios méritos, pelo contrário, mostra que você é capaz de admirar o trabalho alheio e ainda assim caminhar com seus próprios pés. Então, se você achou legal e quer usar, credite. Se você gostou e quer compartilhar, credite. Tem espaço no mercado pra todo mundo! É só você encontrar o seu caminho e ser autêntico, mas sempre respeitando e dando créditos ao trabalho alheio.

Pra você se divertir e ter contato com o Scrapbook Digital


Um beijinho e obrigada por acompanhar o blog!!
Vanessa

26 comentários:

Artelândia disse...

Vanessa...adorei o post, as dicas, a questão da autoria muito bem e claramente explicada...obrigada por compartilhar conosco um pouco da sua experiência....vou divulgar seu post no face da Artelândia...
beijos
Carol

♥ Rose Arts ♥ disse...

Amei o post esclareceu-me algumas dúvidas,valeu !
Tenha um ótimo FDS,beijinsss!

♥ Rose Arts ♥ disse...

Amei o post esclareceu-me algumas dúvidas,valeu !
Tenha um ótimo FDS,beijinsss!

♥ Rose Arts ♥ disse...

Amei o post esclareceu-me algumas dúvidas,valeu !
Tenha um ótimo FDS,beijinsss!

Luiza Pires disse...

Que matéria mais linda, Vanessa... Parabéns.

M de Maria Ateliê disse...

Oi Vanessa!
Que super post..
É para eliminar todas as dúvidas que alguém possa ter!
Adorei.
Inclusive a 'dúvida' em relação a ética , cópias...
Porque só pode ser dúvida,né?
Copiar é feio demais!!!! ;)
bjs,ótimo finde!

ALE DOSSENA disse...

Oi Vanessa ! Tudo bem?
Olha só, vi que você se tornou seguidora do meu novo blog, mas não quer participar do sorteio? Tem até material de scrap !!! Porque se quiser, preciso que comente no post específico, coloquei como exigência lá ok?
Obrigada. Beijão !!

Aninha disse...

Nossa!! Adorei seu post.. realmente fantástico... sou apaixonada elo Scrapbook e sempre ouvimos tantas duvidas de iniciantes e o seu post está maravilhoso... Tenho um blog sobre Scrap e uma Fanpage.. e tomei a liberdade de indicar seu blog na Fanpage.

Aninha disse...

Bom fiz um comentário separado e não precisa liberar, queria sua autorização para fazer uma postagem referente a este post do seu blog.. que realmente não podemos deixar de divulgar... Claro que colocarei os devidos Créditos e link do seu blog na postagem... no mais obrigada

Ana Livia
http://naninhalivia.blogspot.com.br

Karla disse...

Parabéns pelo post e pelas dicas. Excelentes.

Karla disse...

Parabéns pelo post, as dicas são importantes para quem está começando. Quanto aos direitos autoriais, importante lembrar da lei, sempre. Obrigada por compartilhar conosco.Um abraço

CANTINHO DA CONSU disse...

PARABÉNS PELO TRABALHO! OBRIGADA POR TIRAR DÚVIDAS!!! BJS.

CANTINHO DA CONSU disse...

parabéns! obrigada por tirar dúvidas. bjs

Santa Clara Artesanato disse...

Mto bom e inspirador seu blog! Parabéns!
Estou com um espaço dedicado a divulgação de blogs, venha paticipar!
http://santaclaraartesanato.blogspot.com.br/

dboopy disse...

Adorei seu Blog, Parabéns pelo seu trabalho.

Roselaine Soares Salgado disse...

Só não consigo entender o porquê de se escrever em inglês, já que a criadora, no caso, você, é brasileira! Sempre vejo tudo escrito em outra lingua! Porquê?
Seu trabalho é muito bonito, mas gostaria de esclarecer esta dúvida!
15 de janeiro de 2015

{ Scrappiness } disse...

Oi Roselaine! Obrigada pelo seu comentário, muito pertinente sua colocação!

Te explico: o scrapbook digital é uma arte praticada em todo o mundo e a maioria das designers vendem seus kits em lojas lá de fora também (em alguns casos, somente em lojas estrangeiras!). Por isso quase todas as mensagens dos kits estão em inglês.

No meu caso, eu sempre procuro incluir os Termos de Uso nos dois idiomas, português em inglês, já que a maioria dos clientes da minha loja são lá de fora. No blog a mesma coisa, postagens em português com uma pequena tradução em inglês, e você pode ver que a maioria dos comentários é feita por estrangeiras.

Já no Club eu fiz diferente, tudo é voltado para as brasileiras, todas as aulas estão em português. Se você ainda não tiver encontrado o novo site, aguardo sua visita!
http://scrappinessdesigns.com.br/

Um beijo!
Vanessa

Eu, simples ! disse...

Olá Vanessa,

Gostaria de entrar no ramo de criação de kits digitais, gosto muito de desenhar ... você teria como me ajudar? Esse lance de registrar também é para um kit personalizado? como faço isso?

{ Scrappiness } disse...

Oi, tudo bem? Claro que sim, vai ser um prazer te ajudar! Não consegui um e-mail de contato, escreve pra mim pelo formulário da loja que eu te respondo com os primeiros passos que você vai precisar seguir.

http://www.scrappinessdesigns.com.br/store/index.php?main_page=contact_us

Beijos e um feliz 2016!!

juliana benatto disse...

Olá Vanessa! Você faz Kit digital com frases? v
Vou montar um convite para meus padrinhos de casamento. Pensei em comprar um kit com o tema de casamento e pedir para alguém fazer um outro Kit com algumas frases... depois iria imprimir em papel couche 180g, fazer os recortes e montar o convite. Você faz esses dois KITS?

julianalbnutri@gmail.com

Obrigada!

IvaNeide Lúcio disse...

Oi Vanessa, tudo bem?
Tenho uma dúvida: Em que papel imprimir os arquivos do kit digital? Não para festas, mas para scrap. Me falaram do papel couchê, fica bom para festas, mas não fica legal para scrap.
O que você sugere?
Obrigada

{ Scrappiness } disse...

Oi Ivaneide!
O couche fica ótimo com impressoras laser, o acabamento fica acetinado, perfeito. Bom quando a gente imprime na gráfica.

Já para impressoras a jato de tinta (que é a que eu tenho, e a maioria das pessoas tem) eu gosto do Filipaper. É importante checar a gramatura, 180g é ótimo e não estraga a impressora (papéis mais grossos podem acabar entalando). Eu gosto muito do Diplomata branco da Filipaper, 180g, para impressão. Uso o Word para organizar as imagens.
https://www.youtube.com/watch?v=wcDN5-gcWT8

Bjo, qualquer coisa é só me escrever!

Unknown disse...

É exatamente isso que eu queria saber, qualquer impressora pode ser usada? Ou preciso ir na gráfica pra ter melhor impressão do papel mais grosso?
Quero começar a mecher cm isso, mais aind eatou perdida.ficarei mt feliz se me responder
Bjs

{ Scrappiness } disse...

Olá! Sim qualquer impressora, ams pensa que o gasto de tinta é muito grande. Se você quiser uma impressora jato de tinta, eu recomendo a Epson com aqueles bulks de tinta expostos (L355, L800, etc). São bastante econômicas e não fica caro usar as tintas originais, porque duram muito. Já a impressão a laser é mais bonita, porém o custo do toner colorido é altíssimo. O valor da impressora, laser ou jato de tinta, é quase igual, porém a tinta é mais barata que o toner. Bjs e sucesso no seu novo empreendimento!!

Leticia Nazario disse...

Oi Vanessa, desculpa minha ignorância, mas vc pode me dizer qual é o melhor papel para impressão no caso de aplicação em caixas. Seja em mdf ou de cartonagem. Obrigada

{ Scrappiness } disse...

Oi Leticia! Que isso, ignorância nenhuma, vamos ver se consigo te ajudar! Eu não tenho experiência com cartonagem, mas o que posso te dizer é que se você precisar de papéis mais grossos que 220g, não imprima em casa, que estraga a impressora! Melhor ir em uma gráfica e escolher a gramatura mais adequada pra esse tipo de trabalho.

Já para caixas em MDF, eu costumo usar papéis de scrapbook tradicionais, que são 180g. Dá uma olhada:
http://scrappinessdesigns.com.br/2015/03/20/porta-trecos-personalizado/
http://scrappinessdesigns.com.br/2011/09/17/easy-craft-projects-challenge-47/
http://scrappinessdesigns.com.br/2011/07/08/easy-craft-projects-challenge-42/
http://scrappinessdesigns.com.br/2011/04/19/porta-controle-remoto/
http://scrappinessdesigns.com.br/2011/02/02/porta-retrato-com-pap/
http://scrappinessdesigns.com.br/2010/07/17/fazendo-arte/

Por esse motivo, eu te recomendaria o papel 180g mesmo (Diplomata branco da Filipaper, por exemplo). Ele é bom também pra imprimir os desenhos e recortar (papéis mais grossos dificultam o corte depois, você fica com calo nos dedos e acaba estragando a tesoura!).

Espero que tenha te ajudado! Um beijo!!